Claritas Quant FIC FIM

ESTRATÉGIA – Fundo Multimercado Long & Short Equity Quantitativo

2021

Em fevereiro/21, o Claritas Quant FICFIM apresentou resultado de 2,04% (1516% CDI). Em 2021, 0,72% (255% CDI)
O mês de fevereiro foi caracterizado por um bom desempenho das estratégias de Momentum, Liquidez, e Tendência, contrabalanceados pelo desempenho ruim de Valor. O bom período para a maior parte das estratégias, aliado à exposição bruta elevada do mês, resultaram no bom retorno do fundo. No período, Momentum e Liquidez adicionaram 1,98% e 0,75% aos resultados, enquanto Valor subtraiu 1,04%. No ano, Momentum é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 2,18% para o fundo, e Valor é o pior, com performance negativa impactando em 2,60% os resultados.

Na passagem de fevereiro para março o fundo se manteve em um alto patamar de exposição bruta, mas com grande variação na exposição líquida. Para o mês de março o fundo se posicionou com exposição líquida levemente short (-4%), vindo de uma exposição long (+5,9%). Neste mês o turnover se manteve em patamares normais e foi de 44%.

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em janeiro, o Claritas Quant apresentou queda de 1,29%.

O mês de janeiro foi um mês bastante negativo para a estratégia de Valor, impactando o resultado do fundo em -1,57%. Adicionalmente a isso, a estratégia de Tendência estava com viés bastante otimista, fazendo com que o fundo ficasse mais comprado em um período em que o IBr-X caiu 3,03%, o que resultou em uma perda de 0,39% advinda de Tendência. Do lado positivo, as estratégias de Liquidez e Momentum tiveram boa performance em janeiro, contribuindo com 0,43% e 0,23%, respectivamente.

Na passagem de janeiro para fevereiro o fundo manteve alta exposição bruta, passando de 96% para 94%, mas com importante redução da exposição direcional, que passou de +17,3% para +5,9%. Esta redução da exposição líquida foi causada principalmente pela redução deste viés no modelo de Tendência. Neste mês o turnover se manteve em seus patamares históricos e foi de 38%.

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

2020

Em dezembro, o Claritas Quant apresentou alta de 1,87% (1140% CDI). Em 2020, apresentou resultado de 4,95% (179% do CDI).

O mês de dezembro foi caracterizado por uma exposição bruta já em patamares normalizados e um mercado menos turbulento do que fora em novembro, com isso a volatilidade do fundo voltou para um nível normal. No mês, todas as estratégias tiveram bom desempenho, com destaque para os modelos de Momentum e Liquidez, que contribuíram com 0,88% e 0,44%, respectivamente. No ano, Momentum foi o fator de melhor desempenho, contribuindo com 2,43% para o fundo, Tendência o segundo, adicionando 1,67%, e Liquidez é o pior, com performance negativa impactando em 0,38% os resultados.

Na passagem de dezembro para janeiro o fundo seguiu na trajetória de alta da exposição bruta, passando de 84% para 96%. A exposição direcional líquida também aumentou, passando de 14,4% para 17,3%. Neste mês o turnover se manteve em seus patamares históricos e foi de 38%.

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em novembro, o Claritas Quant apresentou queda de -0,17%. No ano o fundo acumula alta de 3,02% (116% do CDI).

O mês de Novembro foi um mês de grande turbulência para as estratégias quantitativas de fatores em todo o mundo. No dia 9 de novembro a farmacêutica Pfizer anunciou resultados muito positivos sobre sua vacina contra COVID-19, o que fez com que os investidores vislumbrassem a possibilidade do fim da pandemia. Isso fez com que as bolsas ao redor do mundo subissem, mas, em especial, marcou uma mudança de direção nos mercados, as empresas que mais perdiam com a pandemia foram as que mais subiram, enquanto as que podiam ser consideradas vencedoras no cenário atual caíram. Do ponto de vista dos fatores, este movimento foi o oposto do que a estratégia de Momentum propõe, fazendo com que ela apresentasse forte queda, diversos índices de Momentum nos EUA reportaram suas maiores quedas históricas, com perdas de até 20% no dia 9. No Brasil o movimento também foi relevante, ainda que não tão forte, o fator de Momentum divulgado pelo Núcleo de Economia Financeira da USP (NEFIN), que representa a implementação mais tradicional da estratégia, apresentou queda de 5,6% na semana de 9 a 13 de Novembro.

Para o Claritas Quant o fator de Momentum tem grande importância, nós implementamos a estratégia de forma distinta da versão mais tradicional para tentar evitar estes períodos de forte drawdown, o que ajudou no mês, mas não impediu que tivéssemos fortes quedas nos dias 9 e 10. Momentum e Valor são duas estratégias que muitas vezes andam em sentidos opostos (por isso é muito atrativo ter as duas no mesmo portfólio) e desta vez não foi diferente, mas, nos dias mais críticos, a magnitude do movimento em Momentum foi maior do que em Valor. Ao longo do mês nossa implementação de Momentum conseguiu recuperar quase toda a queda e subtraiu apenas 0,01% do fundo, entretanto as estratégias de Liquidez e Tendência também sofreram neste movimento e subtraíram 0,18% e 0,76%, respectivamente. O destaque positivo do período foi a estratégia de Valor, que adicionou 0,76% ao resultado do fundo. Estes períodos reforçam nossa convicção na importância de implementações cautelosas (o fator de Momentum divulgado pelo NEFIN ainda caia 6,28% no mês de novembro até o dia 27) e na utilização de estratégias complementares. No ano, Momentum é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 1,52%, seguido por Tendência (+1,31%) e Valor (+0,71%), enquanto Liquidez subtrai 0,83% do resultado do fundo.

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em outubro, o Claritas Quant apresentou alta de 0,53%, o equivalente a 340% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 3,19% (130% do CDI).

No mês de outubro foi possível notar a volatilidade voltando ao fundo, pois, como comentado na última carta, neste mês tivemos uma retomada expressiva na exposição bruta do fundo. Neste contexto, voltamos a ver contribuições mais relevantes das estratégias do Claritas Quant. No mês, os melhores desempenhos foram dos modelos de Momentum e Tendência, respectivamente contribuindo com 0,71% e 0,23%, enquanto o pior resultado foi de Valor, que subtraiu 0,40% do resultado. No ano, Tendência é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 2,09% para o fundo, Momentum é o segundo, adicionando 1,54%, e Liquidez é o pior, com performance negativa impactando em 0,64% os resultados.

Na passagem de outubro para novembro o fundo seguiu na trajetória de alta da exposição bruta, passando de 49% para 76%, o que já poderia ser considerado um patamar normalizado e, por consequência, deveria levar a volatilidade do fundo para seu nível esperado. Neste mês, com a alta da exposição, o turnover voltou para seus patamares históricos e foi 41%. Em novembro a exposição direcional líquida está comprada em 6,1%.

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em setembro, o Claritas Quant apresentou queda de 0,60%. No ano o fundo acumula alta de 2,64% (116% do CDI).

O mês de setembro foi um mês negativo para todas as estratégias do Claritas Quant, isto resultou na má performance do fundo. No mês, momentum foi o fator de pior desempenho, subtraindo 0,24% do resultado, mas valor, liquidez e tendência também apresentaram prejuízos, impactando -0,09%, -0,09%
e -0,05%, respectivamente. No ano, Tendência é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 1,85% para o fundo, Momentum é o segundo, adicionando 0,8%, e Liquidez é o pior, com performance negativa impactando em 0,61% os resultados.

Na passagem de setembro para outubro o fundo apresentou alta bem expressiva na exposição bruta, passando de 19% para 49%, o que deve fazer com que a volatilidade do fundo volte para um nível mais normalizado em relação ao seu histórico. Neste mês o turnover foi significativamente mais alto do que nos meses anteriores (33,6%) por conta da retomada da exposição bruta, mas ainda se manteve abaixo da média. Em outubro a exposição direcional líquida está praticamente neutra, comprada em 1,6%.


MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em agosto, o Claritas Quant apresentou queda de 0,29%. No ano o fundo acumula alta de 3,27% (154% do CDI).

Durante o mês de agosto a exposição dos modelos já foi mais alta do que fora em meses anteriores, mas ainda em patamares baixos relativamente ao histórico, por isso a volatilidade se manteve baixa e as atribuições de performance se mantiveram com magnitudes menores. No mês, os fatores de Liquidez e Valor impactaram negativamente em 0,17% e 0,13%, respectivamente, sendo os principais responsáveis pela performance negativa no período. No ano, Tendência é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 1,90% para o fundo, e Liquidez é o pior, com performance negativa impactando em 0,52% os resultados.

Na passagem de agosto para setembro o fundo voltou a aumentar gradualmente suas posições, seguindo a tendência de voltar para patamares mais normais de risco, mas continua com exposição baixa, passando de 17,4% em agosto para 19,4% em setembro. Imaginamos que ao final de setembro, provavelmente, veremos aumentos mais expressivos de exposição, que deveriam contribuir para a volatilidade do fundo voltar para patamares mais normalizados. Neste mês o turnover se manteve baixo e tivemos uma alteração de 10,6% do patrimônio do fundo. Em setembro a exposição direcional líquida se manteve ligeiramente comprada (+4,5%).

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em julho, o Claritas Quant apresentou rentabilidade de 0,00%. No ano o fundo acumula alta de 3,57% (182% do CDI).

Em linha com o comentado nas últimas carta, durante o mês de julho os modelos se mantiveram com baixa exposição em função do forte aumento de volatilidade observado no mercado nos últimos meses, por isso a volatilidade do fundo se manteve em patamar menor do que seu histórico e do que

imaginamos ser o nível esperado para o fundo. No mês, do lado positivo, os fatores de Momentum e tendência contribuíram com 0,13% e 0,05%, respectivamente, enquanto na parte negativa Valor e Liquidez subtraíram 0,15% e 0,08%, respectivamente. No ano, Tendência é o fator de melhor
desempenho, contribuindo com 1,94% para o fundo, e Liquidez é o pior, com performance negativa impactando em 0,34% os resultados.

Na passagem de julho para agosto o fundo voltou a aumentar gradualmente suas posições, seguindo a tendência de voltar para patamares mais normais de risco, mas continua com exposição baixa, passando de 11,5% de exposição bruta em julho para 17,4% em agosto. Neste cenário, o turnover se manteve baixo e tivemos uma alteração de 10,4% do patrimônio do fundo. Em agosto a exposição direcional líquida voltou a ficar um pouco mais comprada (+5,4%).

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em junho, o Claritas Quant apresentou queda de 0,30%. No ano o fundo acumula alta de 3,57% (202% do CDI).

Em linha com o comentado nas últimas carta, durante o mês de junho os modelos se mantiveram com baixa exposição em função do forte aumento de volatilidade observado nos últimos meses, por isso observamos mais um mês com contribuições de menor magnitude.

Junho foi um mês negativo para todas as estratégias do fundo, com destaque para as estratégias de Liquidez e Momentum, que subtraíram 0,20% e 0,16% da performance, respectivamente. No ano, Tendência é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 1,88% para o fundo, seguido de Momentum (+0,90%) e Valor (+0,72%), Liquidez é o de  pior resultado, com performance negativa e impactando em 0,26% os resultados. Na passagem de junho para julho o fundo continua com exposição baixa, mas já voltamos a observar um gradual aumento nas posições, passando de 6% de exposição bruta para 11%.
Esse aumento é reflexo da redução na volatilidade mais recente. Neste cenário, o turnover se manteve baixo e tivemos uma alteração de apenas 6,8% do patrimônio do fundo. Em julho a exposição direcional líquida, que era levemente short nos últimos meses, passa a ficar levemente long (+0,6%).

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em maio, o Claritas Quant apresentou alta de 0,12%, o equivalente a 52% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 3,88% (251% do CDI).

Em linha com o comentado na última carta, durante o mês de maio os modelos se mantiveram com baixa exposição em função do forte aumento de volatilidade
observado nos últimos meses, por isso observamos mais um mês com contribuições de menor magnitude. Do lado positivo, os fatores de Momentum e Valor contribuíram com 0,05% e 0,03%, respectivamente, enquanto na parte negativa Tendência e Liquidez subtraíram 0,05% e 0,03%, respectivamente. No ano, Tendência é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 1,95% para o fundo, e Liquidez é o pior, com performance ligeiramente negativa e impactando em 0,05% os resultados.

Na passagem de maio para junho o fundo continua com exposição bastante baixa. Já estamos observando uma redução na volatilidade mais recente, mas o grande
movimento que ocorreu em março ainda tem impacto relevante nos modelos e por isso ainda não tivemos aumento relevante das posições. Neste cenário, o turnover se manteve baixo e tivemos uma alteração de apenas 5,6% do patrimônio do fundo. Em junho o fundo continuará com exposição direcional levemente short de -1%.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em abril, o Claritas Quant apresentou alta de 0,16%, o equivalente a 54% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 3,75% (288% do CDI).

Como comentado na última carta, para o mês de abril os modelos apontaram uma grande redução de exposição em função do forte aumento de volatilidade observado em março, por isso observamos contribuições de menor magnitude neste mês. Do lado positivo, o fator de Liquidez contribuiu com 0,05%, enquanto na parte negativa Valor e Momentum subtraíram 0,03% e 0,02%, respectivamente. No ano, Tendência é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 2,01% para o fundo, e Liquidez é o pior, ainda com performance ligeiramente negativa e impactando em 0,02% os resultados.

Na passagem de abril para maio o fundo continua com exposição bastante baixa. Apesar de já estarmos sentindo uma redução na volatilidade mais recente, isso ainda não foi suficiente para fazer com que os modelos voltassem a aumentar exposição. Com isso tivemos um turnover muito abaixo da média, alterando 4,5% do patrimônio do fundo. Em maio o fundo continuará com exposição direcional levemente short de -1%.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em fevereiro, o Claritas Quant apresentou alta de 0,65%, o equivalente a 221% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 3,61% (537% do CDI).

Neste mês em que o Ibovespa caiu 8,4%, o maior impacto negativo ocorreu por conta do fator de Tendência, que apresentava viés otimista e subtraiu do fundo 0,35%. Do lado positivo, todos as outras estratégias apresentaram bom desempenho no período, Momentum e Liquidez contribuíram com 0,40% cada e Valor com 0,20%. No ano, Momentum é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 2,78% para o fundo, e Valor é o pior, ainda com performance ligeiramente negativa e impactando em 0,12% os resultados.

Na passagem de fevereiro para março o fundo teve turnover menor que sua média, alterando 32% de seu patrimônio. Neste rebalanceamento o fundo reduziu sua exposição direcional de +7,7% para -2,9% e reduziu sua exposição bruta para 73%.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em fevereiro, o Claritas Quant apresentou alta de 0,65%, o equivalente a 221% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 3,61% (537% do CDI).

Neste mês em que o Ibovespa caiu 8,4%, o maior impacto negativo ocorreu por conta do fator de Tendência, que apresentava viés otimista e subtraiu do fundo 0,35%. Do lado positivo, todos as outras estratégias apresentaram bom desempenho no período, Momentum e Liquidez contribuíram com 0,40% cada e Valor com 0,20%. No ano, Momentum é o fator de melhor desempenho, contribuindo com 2,78% para o fundo, e Valor é o pior, ainda com performance ligeiramente negativa e impactando em 0,12% os resultados.

Na passagem de fevereiro para março o fundo teve turnover menor que sua média, alterando 32% de seu patrimônio. Neste rebalanceamento o fundo reduziu sua exposição direcional de +7,7% para -2,9% e reduziu sua exposição bruta para 73%.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em janeiro, o Claritas Quant apresentou alta de 2,94%, o equivalente a 781% do CDI.

Neste mês observamos forte movimento positivo de Momentum, que contribuiu com 2,4% no retorno do fundo, além disso, os fatores de Tendência e Liquidez também tiveram bom desempenho e contribuíram com 0,7% e 0,6%, respectivamente. Na ponta negativa, a estratégia de Valor iniciou o ano com um impacto de -0,3%.

Do ponto de vista setorial, o Claritas Quant teve seus melhores resultados do mês nos setores de Petróleo e Gás (+0,61%) e Alimentos (+0,58%).

Na passagem de janeiro para fevereiro o fundo teve um turnover levemente acima de sua média, alterando 50% de seu patrimônio. Neste rebalanceamento o fundo reduziu sua exposição direcional de 21% para 7,4% e reduziu levemente sua exposição bruta para 86,3%.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

2019

Em dezembro, o Claritas Quant apresentou alta de 0,47%, o equivalente a 126% do CDI. No ano, o fundo acumulou alta de 12,77% (214% do CDI).

Neste mês o modelo de Trend Following apresentou a melhor performance, contribuindo com 1,5% para a performance do fundo. Na ponta negativa, o modelo de Momentum subtraiu 1,4% do resultado. No ano de 2019 a maioria dos modelos tiveram bom desempenho, Momentum gerou a maior contribuição para o fundo, adicionando 5,8% ao portfólio (apesar da queda de Dezembro); o modelo de Trend Following também merece destaque, esta estratégia manteve viés otimista com a performance da bolsa ao longo da maior parte do ano e com isso contribuiu 4,1% ao fundo; Liquidez também teve resultados bastante positivos e, apesar de representar parcela menor do risco do fundo, adicionou 3,3% em 2019. Neste período o único modelo com performance negativa foi o de Valor, apesar de um bom resultado no primeiro semestre, sua contribuição no ano foi de -3,1%. É natural que algumas estratégias passem por períodos negativos e dentro de um portfólio diversificado isso é até esperado. De forma geral entendemos que a performance das estratégias foi boa no ano e os modelos se comportaram dentro dos padrões que seriam esperados, com isso iniciamos 2020 sem mudanças estruturais na composição do portfólio.

Na passagem de dezembro para janeiro o fundo teve turnover levemente acima de sua média, alterando 50% de seu patrimônio. Neste rebalanceamento o fundo voltou a aumentar sua exposição direcional, agora em 21%, pautado no otimismo da estratégia de Trend Following.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em novembro, o Claritas Quant apresentou alta de 0,49% (128% do CDI). No ano, alta de 12,24% (220% do CDI).

Neste mês, os modelos apresentaram movimentos de menor magnitude, os destaques positivos de performance foram os modelos de Valor e Trend Following que contribuíram com 0,2% cada. Na ponta negativa, o modelo de Momentum impactou em 0,1% o retorno do fundo. No ano Momentum ainda é a família de modelos de maior contribuição, adicionando 7,9% ao retorno do fundo; já os modelos de Valor, ainda impactam 3,4% negativamente.
Do ponto de vista setorial, o Claritas Quant teve seus melhores resultados do mês no setor de Alimentos (+0,66%). Na ponta negativa, os setores de Siderurgia e Metalurgia e Papel e Celulose tiveram os maiores impactos no mês, retirando 0,44% e 0,36% do resultado, respectivamente.

Na passagem de novembro para dezembro o fundo teve um turnover consideravelmente acima de sua média por conta de movimentos de mercado e da incorporação dos resultados do 3º trimestre nos modelos, alterando 76% de seu patrimônio. Neste rebalanceamento o fundo aumentou sua exposição
direcional para 9,9% e voltou a aumentar sua exposição bruta, passando de 75% em novembro para 94% em dezembro.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em Outubro, o Claritas Quant apresentou alta de 0,3%, o equivalente a 63% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 11,7% (226% do CDI).

Neste mês, em oposição ao movimento do mês passado, voltamos a ver os modelos de Momentum com bom desempenho (contribuindo com +1%) e os modelos de Valor com performance negativa (impactando 1,5%); incorporando também os modelos de Liquidez (+0,3%) e Trend Following (+0,2%) tivemos um período em que as estratégias tiveram impacto total nulo. No ano Momentum segue como a família de modelos de maior contribuição, adicionando 8,0% ao retorno do fundo; já os modelos de Valor geram impacto negativo de -3,6% no retorno do fundo no ano.

Do ponto de vista setorial, o Claritas Quant teve seus melhores resultados do mês nos setores de Aéreas (+0,3%), Construção (+0,2%) e Healthcare (+0,2%). Após ser o destaque positivo por dois meses seguidos, o setor de Alimentos teve o maior impacto negativo no mês, retirando 0,4% do resultado.

Na passagem de Outubro para Novembro o fundo teve um turnover em linha com sua média, alterando 37% de seu patrimônio e aumentando discretamente a exposição direcional líquida em relação ao mês anterior para 4,9% long. Pelo quinto mês consecutivo houve redução da exposição bruta, agora em 75%, vindo de 77% em Outubro.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro

Em setembro, o Claritas Quant apresentou queda de 0,33%, ante um retorno do CDI de 0,47%. No ano o fundo acumula alta de 11,36% (243% do CDI).

Neste mês observamos um movimento global relevante de reversão de tendência nos fatores de Momentum e Valor, com retornos extremos, da ordem de 5 desvios padrões de magnitude, positivos para o fator Valor e negativos para o fator Momentum. Índices Americanos e globais de Momentum reportaram suas maiores quedas de 1 dia em mais de uma década na primeira semana de setembro, movimento inverso aconteceu com os índices que buscam replicar o fator de Valor. Este forte movimento também teve reflexos no Brasil, neste mês observamos queda em todos os modelos de Momentum que acompanhamos. Na outra ponta do movimento, também seguindo a onda internacional, tivemos ganhos com as estratégias de Valor, mas em menor magnitude. Ao longo do mês, esse forte movimento das primeiras semanas se reverteu um pouco, no período, Valor adicionou 0,2% e Momentum subtraiu 0,9% do fundo. No ano, Momentum segue como a família de modelos de maior contribuição, adicionando 6,8% ao retorno do fundo; já os modelos de Valor geram impacto negativo de -1,9% no retorno do fundo no ano. Neste contexto, reforçamos nossa convicção da importância de ter diferentes fatores no fundo. Em especial para Momentum e Valor, a baixa correlação entre eles é capaz de amenizar movimentos adversos de uma das estratégias.

Na passagem de setembro para outubro o fundo teve um turnover menor que sua média, alterando 34% de seu patrimônio e mantendo exposição direcional líquida semelhante ao mês anterior em 3,3% long.

BAIXE O PDF Call Economista Call Equities Call Macro

Em agosto, o Claritas Quant apresentou alta de 1,6%, o equivalente a 321% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 11,7% (280% do CDI).

Neste mês, mais uma vez os destaques positivos de performance foram os modelos de Momentum e Liquidez que contribuíram com 2,2% e 1,2% da performance, respectivamente. Por outro lado, o modelo de Valor teve seu terceiro mês negativo, impactando em 2,1% o retorno do fundo. No ano Momentum é a família de modelos de maior contribuição, adicionando 7,9% ao retorno do fundo; já os modelos de Valor, após essa sequência de quedas, geram impacto negativo de -2,1% no retorno do fundo no ano.

Do ponto de vista setorial, o Claritas Quant teve seus melhores resultados do mês no setor de alimentos, adicionando 0,9% de retorno ao fundo. Como destaque negativo, o setor de varejo impactou o resultado em 0,8%.

Na passagem de agosto para setembro o fundo teve um turnover mais elevado que sua média, alterando 60% de seu patrimônio. Nesta movimentação houve expressiva redução da exposição direcional líquida comprada, passando de 14,5% long para 5,5%. A principal causa para essa mudança foi o modelo de tendência, que mudou sua exposição líquida de 11,5% para 4,4%. Do ponto de vista da exposição bruta, há uma redução de 97% em agosto para 80% no início de setembro.

CARTA MENSAL Call Economista Call Macro

Em julho, o Claritas Quant apresentou alta de 1,2%, o equivalente a 216% do CDI. No ano o fundo acumula alta de 9,9% (272% do CDI).

Neste mês, os destaques positivos de performance foram os modelos de Momentum e Liquidez que contribuíram com 2,0% e 1,3% da performance, respectivamente. Por outro lado, o modelo de Valor teve um mês bastante negativo, impactando em 3,1% o retorno do fundo. No ano Momentum é a família de modelos de maior contribuição, adicionando 5,4% ao retorno do fundo; já os modelos de Valor, após dois meses negativos, adicionam apenas 0,2% ao retorno do fundo.

Do ponto de vista setorial, o Claritas Quant teve seus melhores resultados do mês nos setores de bancos, alimentos e linhas aéreas, totalizando 1,8% de retorno entre os três. Como destaques negativos, os setores de varejo e construção impactaram o resultado em 1,2% e 0,6%, respectivamente.

Na passagem de julho para agosto, o fundo teve um turnover mais elevado que sua média, alterando 50% de seu patrimônio. Apesar da maior mudança de posições, a exposição líquida se mantém semelhante para o mês de agosto em +14%, o principal componente dessa exposição direcional é o modelo de Trend Following (+12%). Do ponto de vista da exposição bruta, há uma redução de 102% em julho para 97% no início de agosto.

CARTA MENSAL Call Economista Call Equities Call Macro